TwitterYou Tube Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Artigos

18/07/2016
TRUQUES DO CAPITALISMO

Meritocracia: a lógica capitalista que manipula trabalhadores(as) e lucra com seu isolamento

 
Pense no seu dia a dia por um momento. Ele é difícil, não? Agora, imagine como seria ele sem transporte público, sem carro, sem moto, sem bicicleta? Como seria seu dia sem as mãos dos trabalhadores que construíram tudo isso? Reflita por um instante como seria seu dia sem as pessoas que asfaltaram, sinalizaram e iluminaram a rua que leva até sua casa. Pense como seria difícil, por exemplo, atravessar uma avenida para almoçar. Se pergunte como seria seu intervalo de almoço sem as trabalhadoras e trabalhadores cozinhando, limpando e servindo sua refeição quentinha.
 
 Questione agora seu ano. Como ele seria sem férias, décimo terceiro salário, licença médica, vale alimentação? De que maneira seria a vida de sua família sem estas condições? Tente enxergar de que forma estaríamos vivendo sem os milhares de manifestantes, inconformados, revolucionários, que conquistaram direitos sociais ao longo da história, com tremenda coragem e organização coletiva. Devemos muito a eles, não?
 
O capitalismo ama a palavra “meritocracia”. Você sabe por quê? Porque a meritocracia diz que: você é bom o suficiente sozinho, e pronto. Esta ideia capitalista estimula a competição, o consumismo, a exacerbação de si mesmo, o lucro individual, o acúmulo de bens e degrada todos os valores sociais construídos coletivamente, como a solidariedade, a sustentabilidade e demais responsabilidades sociais. A meritocracia é um artifício capitalista para beneficiar uma única pessoa em razão da manipulação de outras. Ela estimula a segregação dos direitos e bens de consumo, e nunca o compartilhamento deles. Ela busca isolar os trabalhadores e trabalhadoras para que, desta forma, não possam lutar um ao lado do outro, por direitos e dias melhores.
 
Nossos direitos só nos parecem preciosos quando nos são tirados das mãos. Os comerciantes, os artesãos, os motoristas, os bancários, os petroleiros, os vigilantes, os médicos, os advogados, os cozinheiros, os zeladores, os chaveiros, quando não contamos com eles para trazer praticidade e realizar os objetivos de nossa vida cotidiana, é que entendemos que sozinhos não iremos longe. O bem comum à todos só é possível com a desconstrução do individualismo.
 
Meritocracia, burocracia, corporativismo nenhum do mundo pode substituir força e autonomia que emana da luta coletiva dos trabalhadores e trabalhadoras. Somente a luta, a organização e união modificaram, modifica e modificará a vida da sociedade de maneira conjunta, solidária, sem privilegiar minorias elitistas. O Sindicato dos Comerciários de Fortaleza entende que as entidades sindicais, assim como movimentos sociais, centrais e federações sindicais, comungam deste fruto transformador da realidade social: organização, resistência e luta! 
 
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!
 
Fonte: Victor Hudson / Jornalista - Sindicato dos Comerciários de Fortaleza
Última atualização: 18/07/2016 às 11:35:27
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

   (85)  3455-7100 / (Fax) 3455-7124 falecom@sindcomerciarios.org.br
  Copyright © 1933-2017 - Todos os direitos reservados www.igenio.com.br